Nosso cantinho no paraíso: Belize!

Share

Sempre tive muita curiosidade para conhecer Belize, onde vive o 2º maior recife de coral do mundo, especialmente após nossa visita a Bocas del Toro (que relatamos aqui e aqui). Assim como no destino panamenho, aqui cultura crioula também é forte na região e, de alguma forma, ela contagiou demais a gente.

Casas em Cayer Caulker

Casas em Cayer Caulker

Belize 2

Vida em Cayer Caulker

 

Infelizmente o preço assustou. Tudo é caríssimo! E hoje me arrisco dizer que deve ser o país mais caro da América Central. Mas como estávamos na Guatemala e seguiríamos para o México, tínhamos que passar por Belize para subir a Riviera Maya depois, então decidimos fazer o mais rápido possível para não agredir demais nosso budget.
Pegamos um ônibus que saiu de Flores, na Guatemala, e seguimos direto até Belize City, a capital. Dali  cruzamos de barco para Caye Caulker – a última ilha que ainda tem apelo para os mochileiros, visto que os milionários invadiram o todo o restante do arquipélago.
Chicken Bus Guatemala - Belize

Chicken Bus Guatemala – Belize

A ilha é desconcertante de linda. Areia branca, casas de madeira, deques em frente às pousadas e o protagonista: o fluorescente mar caribenho. Com 2 dias apenas, decidimos curtir ao máximo o pequeno pedaço de paraíso que tínhamos ali, e fugir dos altos preços dos passeios oferecidos, aproveitando uma gelada para repor as energias.
DSC_7488
DSC_7465
O país Belize é pequeno, mas tem muito a oferecer: ilhas, praias e até cidadelas Maias. É caro, e a infra é mais dura. Mas certamente é um destino incrível para vir desde uma trip de mochilão até uma lua-de-mel.
Nossas dicas:
Destino:
Caye Caulker
Dias: 2
Hospedagem: Mara’s Place.
Cabaninhas de frente para o mar, com deque privado por USD 52 (cabem até 3 pessoas). Cozinha simples, mas bem quebra galho. Boa internet, ducha e o quarto dá conta do recado, uma vez que a brisa noturna não deixa ele ficar muito quente. Dois grandes ventiladores garantem o sono tranquilo.
Mara's Place

Mara’s Place

Cozinha

Cozinha do hostel

Transporte: O barco para ilha tem preço fixo e custa USD 15 por pessoa. Dentro não é necessário transporte, ela é pequena e a caminhada  muito agradável. De Cayer Caulker, barcos partem para várias outras direções, incluindo ilhas e até a fronteira com o México, com direito a ilha-fronteira para carimbar o passaporte. Muito mais interessante que fazer o trajeto por terra, mas o preço salga também: USD 55,00 por pessoa.
Experiências: Kite e wind surfe, mergulho, passeios de lancha e tudo mais que pode imaginar. Mas o principal aqui é o Blue Hole, pra onde o passeio sai por aproximadamente USD 180 / pessoa. Só que sinceramente, você nem precisa ir muito longe nem gastar muito. O “quintal” já é maravilhoso, com um mar caribenho desconcertante que te deixará pasmo por uns 2 dias. Por isso, busque uma acomodação de frente para o mar, com deque. Assim você garante um espaço só seu com vista de frente pro paraíso…
Cayer Caulker 3 DSC_7454 DSC_7461
Comida: A creperia do casal Manon e Juma foi o melhor restaurante da ilha, o Au French Corner. Além da boa comida, a história de vida dos donos já vale a refeição.
Au French Corner

Au French Corner

Dica: Se resolver ir próximo a feriados (como foi nosso caso), lembre-se que a ilha é pequena e, por isso, as poucas camas disponíveis tendem a desaparecer rapidamente. Planeje-se com antecedência!
Beijo dos dois!


About

O Tiago Moreira tem 34 - Nerd, ele adora punk rock, o Corinthians e a sua buldogue Mafalda. Cresceu em Tremembé, mas nasceu pro mundo. Adora lasanha e é vegetariano. Depois de 10 anos em São Paulo, decidiu arejar um pouco a cabeça e viajar!


Comments

'Nosso cantinho no paraíso: Belize!' have no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

Images are for demo purposes only and are properties of their respective owners. Old Paper by ThunderThemes.net